Verde

Toyota, Nissan, Honda e Mitsubishi concordam construir infraestrutura japonesa para veículos elétricos

Acordo destina-se a triplicar o número de carregadores até março de 2014

 
 
Slideshow
O Japão quer que pelo menos 15% dos carros novos até 2020 sejam elétricos

ToyotaToyotaToyotaJapão, 1937 > presente143 modelos
4430 fotos
10 videos
, HondaHondaHondaJapão, 1948 > presente97 modelos
2338 fotos
10 videos
, NissanNissanNissanJapão, 1932 > presente150 modelos
6649 fotos
12 videos
e a MitsubishiMitsubishiMitsubishiJapão, 1917 > presente69 modelos
1224 fotos
5 videos
 assinaram um acordo com o governo japonês para triplicar a infraestrutura de carregamentos de carros elétricos no Japão até março de 2014. O governo vai financiar parcialmente o plano, mas as fabricantes estarão diretamente responsáveis pela instalação e manutenção dos carregadores.

O Japão tem atualmente 1.700 carregadores rápidos e 3.000 carregadores padrão em todo o país. O novo plano pretende aumentar para 4.000 carregadores rápidos e 8.000 carregadores padrão até ao final do ano fiscal, em março. O governo está a contribuir com ¥100.500.000.000 (773 milhões de euros) para o plano, valor que deve ser gasto antes do final do ano fiscal.

As fabricantes vão trabalhar juntas para escolher locais para instalar os carregadores. O governo determinou que locais com maior valor público têm maior prioridade. Estes incluem locais como centros comerciais e principais estradas. Cada local de carregamento tem de ser passível de ser usada por veículos elétricos ou híbridos plug-in das quatro fabricantes.

Com uma população altamente urbana, o Japão está a tentar fazer com que a sua população transite para veículos elétricos e híbridos. O governo estabeleceu a meta de ter um mínimo de 15% das vendas de carros novos a ser constituída por veículos elétricos ou híbridos plug-in em 2020.

0 comentários

Anonymous
fechar